Área Restrita
Notícias

Entenda como funciona manutenção de elevadores

Os elevadores são o meio de transporte mais seguro do mundo, já que registram o menor índice de acidentes se comparado a outros meios, como avião, carro, ônibus e trem. Mas, para garantir a segurança dos passageiros, é preciso cuidar da manutenção do equipamento.

Afinal, elevadores residenciais servem para garantir maior autonomia e qualidade de vida a pessoas com mobilidade reduzida, além de proporcionar mais conforto e comodidade em deslocamentos verticais para todos os passageiros. E um elevador que apresenta algum tipo de defeito recorrente ou mesmo panes durante o transporte não serve para essa função.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da manutenção de elevadores nas residências e a forma correta de manter os equipamentos em pleno funcionamento para garantir a segurança das pessoas. Boa leitura!

 

manutenção de elevadores

Formas de realizar a manutenção de elevadores

Chegar em casa precisando utilizar o elevador para levar sacolas de compra ou mesmo para ter mais conforto na volta do trabalho e se deparar com algum problema mecânico é desconfortável. Ainda mais se houver alguma pane durante o deslocamento entre andares.

Essa situação é ainda agravada para pessoas com mobilidade reduzida, idosos ou crianças. Para evitar que isso aconteça, há duas formas de realizar a manutenção de um elevador residencial: de maneira corretiva ou preventivamente.

A manutenção corretiva é aquela em que um técnico é acionado para resolver algum problema de forma emergencial para que o elevador volte a funcionar. Isso ocorre, por exemplo, quando as portas não fecham adequadamente e é preciso chamar alguém para resolver. Ou quando a máquina simplesmente trava entre dois andares.

Já a manutenção preventiva, também chamada de programada, é realizada de forma antecipada. Seu objetivo é evitar que ocorram eventuais problemas no equipamento e realizar possíveis trocas de peças antes mesmo que elas apresentem algum defeito.

Essa ação controlada consegue evitar dores de cabeça aos proprietários, já que, dificilmente um problema grave acontecerá de uma hora para outra se a vistoria é feita de forma regular.

Outra vantagem é a redução de custos, já que o dano causado por um equipamento com alguma avaria costuma ser mais difícil de resolver e, consequentemente, é mais caro também.

Como funciona a manutenção de elevadores residenciais

A manutenção de um elevador consiste na realização de um conjunto de ações que vão do monitoramento ao reparo ou troca de peças. O objetivo principal da medida é garantir o pleno funcionamento do equipamento. Assim, após a manutenção, o elevador deve conseguir transportar os usuários sem transtornos e com segurança.

Independentemente do uso comercial ou residencial, os elevadores devem passar por uma revisão completa ao menos uma vez por ano para que possam ter o uso liberado. A legislação obriga que seja afixada na porta do elevador uma etiqueta que detalha o dia da inspeção e a data-limite para o uso sem a necessidade de uma nova revisão (geralmente um ano após a data inicial).

Durante a manutenção, certifique-se de que o técnico vistoriou todas as peças principais do equipamento, como:

  • Quadro de energia;
  • Quadro de comando;
  • Cabo de aço;
  • Máquina de tração;
  • Limitador de velocidade;
  • Fita seladora;
  • Polia de desvio;
  • Cabina;
  • Portas;
  • Botões;
  • Contrapeso;
  • Fundo do poço.

Para completa, também é importante que haja manutenções pontuais a cada mês para garantir o bom funcionamento do equipamento.

Essas manutenções não precisam ser tão completas quanto as vistorias anuais, mas devem ser capazes de diagnosticar eventuais desgastes causados pelo uso do equipamento ao longo do tempo.

Dicas para melhorar a rotina de manutenção de elevadores

É importante pensar em alguns detalhes na hora de cuidar da manutenção do equipamento. Veja três dicas a seguir.

1. Avise todos os moradores

Assim que a manutenção for agendada, procure avisar a todos os condôminos que os elevadores passarão por vistoria. Assim, as pessoas conseguem programar a rotina de maneira a não depender do equipamento durante aquele período determinado.

2. Sinalize as áreas comuns

O hall de entrada do edifício e os andares de garagem devem estar sinalizados em relação à impossibilidade de uso do elevador durante o período em que ele estiver passando por manutenção. Essa atitude simples ajuda a evitar acidentes.

3. Desligue as chaves de energia

Outro detalhe que não pode passar despercebido é o corte da energia elétrica no prédio durante a realização do serviço, de maneira a evitar quaisquer tipos de acidentes, como choques elétricos ou mesmo que uma pessoa desavisada acione o sistema enquanto ele é vistoriado pela equipe técnica.

Por que contar com uma empresa especializada

Em algumas cidades, como São Paulo, em que os elevadores transportam 25 milhões de pessoas por mês (mais que toda a frota de ônibus, para se ter uma ideia), a legislação obriga que condomínios residenciais ou comerciais recorram a empresas credenciadas na hora de realizar vistorias ou o reparo de elevadores.

Isso ajuda a manter o controle do bom nível de exigência sobre a manutenção desses equipamentos, garantindo que eles tenham sido avaliados por profissionais que têm experiência e são autorizados a realizar esse tipo de atividade.

Em lugares em que não há uma exigência legal para contratar uma empresa credenciada, muitas vezes síndicos ou moradores de edifícios pensam em chamar um técnico sem muita experiência nesse tipo de serviço para economizar.

O problema é que essa prática é perigosa por vários motivos. O primeiro deles é que, sem o respaldo do nome e da experiência de uma empresa especializada por trás, não há garantia de que a vistoria seja bem feita. Isso eleva as chances de algum tipo de acidente, colocando os passageiros em risco.

A segunda razão é que pode não ser possível exigir a garantia do serviço se quem o realizou foi uma empresa ou profissional amador. Ao contrário, se houver algum problema após a realização de uma vistoria por empresa credenciada, é possível ter a quem recorrer e exigir que o serviço seja refeito.

Agora que você já sabe mais detalhes sobre a importância de realizar a manutenção de elevadores residenciais e por que contar com uma empresa especializada para fazer esse tipo de serviço, que tal entrar em contato conosco e conhecer mais sobre as nossas soluções? Esperamos por você.

 

😉 Fique por dentro. Cadastre-se aqui para receber nossas notícias!